Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.9/1557
Título: Sistemas Solares Térmicos: Simulação de Perfis de Consumo e Cálculo do Comportamento Térmico a Longo Prazo
Autor: Mexa, Nuno
Palavras-chave: Sistemas solares térmicos
Comportamento térmico a longo prazo
Circuito de ensaio
Validação experimental
Data de Defesa: 2011
Citação: Mexa, Nuno. Sistemas Solares Térmicos: Simulação de Perfis de Consumo e Cálculo do Comportamento Térmico a Longo Prazo. Lisboa: Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
Resumo: Este trabalho constitui a Dissertação de Mestrado com o tema Sistemas solares térmicos - Simulação de perfis de consumo e cálculo do comportamento térmico a longo prazo, realizada no âmbito do Mestrado em Engenharia da Energia e Ambiente. Nesta dissertação serão apresentados os desenvolvimentos do trabalho realizado entre Outubro de 2009 e Julho de 2011, que foi inserido no âmbito da Task4 do projecto "Sistemas solares térmicos pré fabricados - nova modelação para ensaio dinâmico e validação por monitorização de comportamento térmico a longo prazo", financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (PTDC/ENR/70844/2006), cujo principal objectivo é o desenvolvimento de novos modelos matemáticos para a caracterização do comportamento térmico de sistemas solares térmicos e a sua validação experimental por monitorização a longo prazo. Este trabalho mostra como foi realizado o projecto e a instalação de um circuito hidráulico de ensaio para sistemas solares térmicos que permitisse fazer ensaios de acordo com as normas ISO 9459-5, ISO 9459-2 e que também permitisse realizar ensaios com diferentes perfis de consumo. No trabalho é também referida a instalação de todo o equipamento necessário à aquisição de dados e operação do circuito. O circuito hidráulico foi usado para fazer ensaios a dois sistemas solares térmicos, previamente ensaiados no Laboratório de Energia Solar segundo o método de ensaio DST. Para o sistema 1, os resultados obtidos do comportamento térmico a longo prazo indicam uma diferença na fracção solar, sempre inferior a 4 %, entre os ensaios realizados no LES e os realizados no âmbito deste trabalho. No sistema 2, a maior diferença entre fracções solares foi de 6 %. Considerando a incerteza de 5 % associada ao método de ensaio, pode-se concluir que os resultados são muito satisfatórios. Foram iniciadas várias sequências de ensaio de curta duração com resultados variáveis.Para além dos resultados, são também analisados os problemas da instalação experimental, sendo apresentadas sugestões de melhoria da mesma. Os ensaios e os resultados obtidos são importantes para fazer a validação experimental dos modelos que serão desenvolvidos no âmbito do referido projecto.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia da Energia e do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10400.9/1557
Aparece nas colecções:ES - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação-NunoMexa.pdf6,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.